Venom Collector - 2016

Portuguese / English versions

Rare concert flyer...

 

1-Fala Martin, o Venom Collector! Eu começo com uma questão básica: Como você começou sua coleção, e por que você escolheu o Venom? Você poderia descrever o seu primeiro contato com a música da banda, e em que período eles estavam?

Martin: Tenho colecionado itens do Venom desde o início dos anos 80. Naquela época, eu e meus amigos estávamos sempre ouvindo Heavy Metal, em constante procura por algo mais pesado e mais rápido. Fomos de AC / DC, Saxon e Judas Priest para Motörhead, e um dia nós vimos a impressionante capa de “Black Metal”, em um anúncio da Svenska Skivklubben, na parte posterior da revista de música OKEJ. A capa parecia incrível e imediatamente nos deu a sensação de algo rápido, pesado e mal. Desnecessário dizer, fizemos a encomenda. Sempre lembro naquele dia fatídico quando o álbum chegou. Com ansiedade e excitação, coloquei o vinil no meu aparelho, o som era duro e brutal, sabíamos que estávamos ouvindo algo estimulante, novo. Foi estranhamente perverso, e deliciosamente viciante. Além disso, seus pais odiavam, o que é um enorme bônus para qualquer adolescente. Após a introdução “steel on steel” (que você tinha que verificar se havia algum defeito), Cronos convida você para se juntar à banda, na adoração de "Black Metal". Um rugido em forma de música, com guitarras de motosserra, bateria fora de controle, e vocais “wolverine”. É óbvio que essa banda significa sérios danos à sua saúde e bem-estar geral. A partir da primeira audição, eu era viciado. Que som! A imagem e letras me deixaram ainda mais curioso. Este era definitivamente o meu estilo.


2-Você tem, em números, os dados completos da sua coleção? Camisas, gravações, vinis, shows...
Martin: Bem, a maior parte dela está na minha página da web,     www.venomcollector.com     , mas não tenho números exatos. Isso não é importante para mim.

3-Como foram os seus primeiros contatos com os caras do Venom? Você ainda mantém esses contatos?
Martin: Eu os conheci pessoalmente pela primeira vez em 2007. A partir dali eu mantive contato por e-mail, e no início de 2010 o Venom decidiu reconhecer oficialmente o meu site "The Venom Collector" como um site oficial de fãs. Agora eu tenho contato semanal com a banda.

4-Qual seus disco favoritos, e seus itens mais raros, tanto do Venom como de outras bandas?
Martin: Os três primeiros do Venom são os meus favoritos. O mais raro, é difícil dizer. O “Black Metal” em vermelho é incrivelmente raro, e um dos favoritos. “Welcome to Hell” em roxo e a fita teste de “At War with Satan” são outras pedras preciosas. De outras bandas? Bem, o disco do Bathory com o bode amarelo é outro grande item raro que eu tenho.

5-O Facebook Venomcollector também se tornou um "centro de informações", algumas em tempo real, como as músicas executadas em shows naquele instante, setlists, aeroportos, etc. Como você consegue capturar estas informações?
Martin:Tenho toneladas de revistas e recortes de 1981-2016, e um monte de informações a partir desses artigos. Cronos também responde a muitas das minhas perguntas.

6-Um dos links mais interessantes de seu site é o Live / On tour, com todos os setlists, os detalhes de todos os shows, e um monte de curiosidades. Muitas pessoas não sabem, mas na tour do "Possessed", Powerdrive e a cover do Judas Priest (Hell Bent for Leather) foram tocadas em alguns shows, e Too Loud foi tocada duas vezes em algumas noites. Há alguma música rara do Venom que você gostaria de ver ao vivo? Eu tenho duas: Harmony Dies e Armageddon!
Martin: Boa pergunta! Gostaria muito de ouvir Sons of Satan, To Hell And Back, Cry Wolf, Genocide, Burn This Place to the Ground, Blood Sky, Wings of Valkyrie etc ...

 

Warhead / Lady Lust...

 

7-Como você vê a formação atual de Venom, junta desde 2009?
Martin: Uma grande line-up, “from strenght to strenght”. Eles soam incrível juntos, provavelmente o melhor som do Venom até hoje. Eles ensaiam muito, e isso é recompensado.

8-Você segue o Venom apenas em concertos pela Europa? Você pretende vir para a América do Sul com a banda, em algum momento?
Martin: Apenas Europa até agora, tenho três filhos, por isso é difícil me afastar por muito tempo.

9-Este ano marca o trigésimo aniversário da “Brazilian Assault – 86”. Você acha que é possível um retorno do Venom ao Brasil?
Martin: Venom certamente gostaria de tocar no Brasil de novo, então por que não? Dedos cruzados!

10-Sobre o nosso site-museu, www.brazilianassault86.com.br, você possui algum material que não está no site? Segundo o próprio Cronos, todos aqueles shows foram filmados, mas nada veio à tona. Você sabe da existência de qualquer vídeo dos shows de 86?
Martin: Eu adoro a sua página, mesmo que eu não consiga entender tudo. É informativo, com muita memorabilia e imagens. Eu conheci sua página desde o início. Desculpe, nenhum vídeo da “Brazilian Assault – 86”.

11-Sua mensagem final para Die Hards do site “Brazilian Assault – 86”:

Martin: Mantenha o bom trabalho - e “stay wild!”!

 

 

Die Hard / Acid Queen...


1-Hi Martin, the Venom Collector. I start with a basic question: How did you start your collection, and why did you choose Venom? Could you describe your first contact with the band's music, and in which period they were?
Martin: I have been collected Venom items since the early 80's. At that time me and my friends were always listening to heavy metal music and constant looking for something heavier and faster. We did go from AC/DC, Saxon and Judas Priest to Motörhead and one day we saw this striking cover of "Black Metal" on an advertisement from Svenska Skivklubben at the backside of the musicmagazine OKEJ. The cover looked awesome and it immediately gave us vibes that this must be fast, heavy and evil. Needless to say, we placed an order. I will always remember that fateful day when the album arrived. With trepidation and excitement I placed the vinyl on my stereo and although the sound was harsh and brutal you knew you were listening to something exciting and new. It was strangely perverse yet deliciously addictive...plus your parents hated it which is a huge bonus for any teenager. After the grating intro of steel on steel (which had you checking your stylus for defects) Cronos invites you to join the band in the worship of "Black Metal". A rip roarer of a song with chainsaw guitars, out of control drums and wolverine vocals it's obvious that this band means serious harm to your health and general well being. From the the first spin I was hooked. What a sound! The image and lyrics made me even more curious. This was definitely my game!

2-Do you have, in numbers, the complete data of your collection? Shirts, records, vinyl, shows…
Martin: Well, most of it is on my webpage,   www.venomcollector.com   ,  but I have no numbers. That is not important to me.

 

Pacifier (chupeta)...

 

3-How were your first contacts with the Venom guys? You still keep those contacts?
Martin: I met them in person first time in 2007. From that year I had mailcontact with them and by the start of 2010 Venom decided to officially recognise my fan site "The Venom Collector" as an official fan site. Now I have weekly contact with the band.


4-Can you can tell us your favorite record, and your rarest items, both Venom as other bands?
Martin: The first three Venomalbums are my favourites. The rarest is hard to say. The red coloured "Black Metal" is incredible rare and a favourite. The purple "Welcome To Hell" and testpressing of "At War with Satan" is other gems. From other bands? Well Bathory´s yellow goat album is one hell of a rare item I own.

5-The Facebook Venomcollector has also become an “information center”, some in real time, as songs performed at concerts, set lists, airports, etc. How do you capture this informations?
Martin: I have tons of magazines and clippings from 1981-2016, so a lot of info from these articles. Cronos has also answered a lot of my questions.

6-One of the most interesting links from your website is the Live / On tour, with all setlists, the details of all the shows, and a lot of curiosities. Not many people know, but on "Possessed" tour, Powerdrive and the Judas Priest cover of Hell Bent for Leather were played in a few shows, and Too Loud was played twice on some nights. Are there some rare Venom music you would like to see live? I got two: Harmony Dies and Armageddon!
Martin: Good question! I would love to hear Sons of Satan, To Hell And Back, Cry Wolf, Genocide, Burn This Place to the Ground, Blood Sky, Wings of Valkyrie etc...

 

Another concert flyer...

 

7-How do you see the current lineup of Venom, together since 2009?
Martin: It´s a lovely line-up that has gone from strenght to strenght. They sound amazing together, probably the best sounding Venom line-up ever. They rehearse a lot and that is paid off.

8-Do you follow Venom just in Europe concerts? Do you plan to come to South America with the band, in some moment?
Martin: Only Europe so far, I´ve got three kids back home, so It´s tough to be away for too long.

9-This year marks the thirtieth anniversary of the "Brazilian Assault - 86". Do you think that is it possible to see a Venom return to Brazil?
Martin: Venom sure would like to play in Brazil again, so why not? Fingers crossed!

10-About our site-museum, www.brazilianassault86.com.br, do you have some stuff that is not on the site? According to Cronos itself, all the 86 cocerts were filmed, but nothing has surfaced. Do you know of any video of 86 Brazilian concerts?
Martin:I love your page, even though I can´t understand everything. It´s informative and lots of memorabilias and pictures. I have known your page since the beginning. Sorry, no video of Brazil 1986 tour...

11-Your final message to Die Hards of "Brazilian Assault – 86" site:
Martin: Keep up the good work - and stay wild!

 

Manitou / Woman...